top of page
Buscar
  • Foto do escritorKarina Heid

A Alemanha no "Kaiserzeit"

Atualizado: 10 de dez. de 2019

A Alemanha tem uma longa história, e uma parte quase desconhecida é o Kaiserzeit, ou a era do Kaiser.


O Reino de Württemberg (hoje o estado alemão de Baden-Württemberg) foi uma continuação do Ducado de Württemberg, e parte dos 27 territórios constituintes do Império Alemão (Deutsches Reich). O império que passou a existir em 1871 durou 47 anos e terminou em novembro de 1918, com o fim da Primeira Guerra.


Até 1871, a Alemanha era uma colcha de retalhos. Repleta de pequenos principados e reinos, ela só se tornou um Estado nacional único quando, sob liderança da Prússia e duas guerras depois, Otto von Bismarck conseguiu despertar o entusiasmado espírito nacional que lhe permitiu conquistar a adesão dos principados que ainda resistiam à unificação nacional. A Liga Setentrional Alemã rebatizou-se como Império e, em vez de uma presidência, passou a ter um imperador. (Fonte: Deutsche Welle)

Otto von Bismarck, chanceler do Reino da Prússia, unificou a Alemanha após ganhar três guerras: a Guerra dos Ducados do Elba, em 1864; a Austro-prussiana de 1866 contra o Império Austríaco e a Guerra Franco-prussiana de 1870 a 1871 contra a França (onde nosso Dietrich foi atingido nas "partes baixas"). Com essas vitórias, a confederação foi transformada no império alemão e o rei Guilherme da Prússia foi proclamado Kaiser da Alemanha unificada.


Com isso veio uma nova constituição, a adoção de algumas características democráticas (como a criação de partidos políticos), e uma enorme influência da Prússia sobre os outros estados (inclusive militarmente). Com a industrialização bombando, a Alemanha passou de um conjunto de ducados e reinos pequenos a uma grande nação ( Com uma população de 41 milhões de pessoas em 1871 para 68 milhões em 1913!) e em 1815 já era predominantemente urbana.


Nos 47 anos de existência, o Império Alemão se destacou pelas indústrias que floresceram ao redor do reino: a tecnológica e científica, a indústria têxtil e a siderurgia. É em uma dessas indústrias que o pai de Emma, Charlotte e Arabella trabalha.


Enfim, espero que consigam visualizar aos poucos esse fascinante recorte da história, e que apreciem como eu as belezas (e curiosidades menos bela, mas ainda assim socialmente interessantes) que a época oferecia!

Obrigada por estarem aqui!


Karina





210 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

Bình luận


  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon
bottom of page